13/09/2017 Projeto Sopro de Vida - Entrega dos Ventiladores Pulmonares - Maternidade de Campinas

Graças às ações de diferentes clubes do Rotary, a Maternidade de Campinas tem conseguido renovar importantes equipamentos que auxiliam no cuidado e tratamento dos recém-nascidos. O Rotary Club de Campinas-Norte em parceria com o Distrito Rotary 4590 e clubes do Rotary dos Estados Unidos, México e Índia acaba de doar oito ventiladores mecânicos para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do hospital, essenciais para auxiliar na respiração de bebês prematuros.

Responsável pela realização de aproximadamente 1.000 partos por mês e que correspondem a 60% dos nascimentos na cidade, a Maternidade de Campinas conta com equipe altamente especializada para o atendimento de grávidas que são internadas com a saúde comprometida, ou seja, que possuem algum tipo de problema de saúde que pode provocar a antecipação do parto, como hipertensão, diabetes, asma, lúpus e gestações múltiplas, situações nas quais existe maior chance de o bebê nascer prematuro.

“Fazer um pulmão de uma criança prematura funcionar nessas condições é um desafio e, por esse motivo, precisamos de equipamentos adequados e modernos, como esses novos”, explica o presidente da Maternidade, Dr. Carlos Ferraz Costa.

A UTI Neonatal da Maternidade de Campinas conta com 40 leitos, dos quais 22 são exclusivos para pacientes do SUS – Sistema Único de Saúde – e que representam 44% de todos os leitos disponíveis para prematuros na cidade. A taxa média de ocupação é de 90%. Entre janeiro e agosto de 2017, por exemplo, foram realizados na Maternidade de Campinas 6.850 nascimentos, dos quais 493 (7,12%) os bebês necessitaram utilizar a UTI Neonatal.

“Graças a atualização e modernização dos equipamentos e treinamentos constantes da equipe, o nosso trabalho tem forte influência na construção dos indicadores de saúde de primeiro mundo que Campinas possui hoje”, destaca o presidente.

Durante toda a semana 27 médicos, 28 enfermeiros e 112 técnicos de enfermagem participaram de treinamentos para aprender a utilizar os novos equipamentos. Até então a UTI Neonatal atendia com parte dos equipamentos alugados. “Estes equipamentos são críticos para o atendimento aos prematuros e alguns deles estavam ficando obsoletos e necessitavam ser atualizados. Por isso optamos por ajudar com essas doações”, explica o tesoureiro do Rotary Club de Campinas-Norte e gerente do Projeto Sopro de Vida, José Eduardo Cyrino Mattar.

“A relação estreita entre o Rotary Club de Campinas-Norte e a Maternidade de Campinas vem de longa data”, conta o médico anestesista e diretor Tesoureiro do hospital, Dr. Luiz Fernando Carlin Mutterle, que fez o contato com a instituição para solicitar a doação. “Expusemos as nossas necessidades e tivemos o acolhimento da rotariana Priscilla M. Thomann que abraçou a nossa causa e criou um projeto nos moldes preconizados pelo Rotary chamado Breath of Life (Sopro de Vida), o que permitiu a doação desses equipamentos essenciais para a nossa UTI Neonatal”.

fonte: Orgulho de Hortolandia